Justiça dinamarquesa processará mais de mil jovens por pornografia infantil

Copenhague, 15 jan (EFE).- O Ministério Público da Dinamarca vai processar mais de mil jovens depois que estes compartilharam material sexual ofensivo envolvendo menores de idade no Messenger, o serviço de mensagem instantânea da rede social Facebook, informou nesta segunda-feira a polícia do país escandinavo.

O material pornográfico consiste de dois vídeos e uma foto de pessoas que, no momento da gravação, tinham 15 anos, o que pode constituir uma violação da lei sobre distribuição de pornografia infantil, que é punida com multas e até dois anos de prisão.

O material foi compartilhado de forma frequente no chat até o terceiro trimestre do ano passado, o que fez soar o alarme do Facebook, que avisou às autoridades americanas, e estas, por sua vez, alertaram o Escritório Europeu de Polícia (Europol).

"É um caso muito grande e complexo que levou tempo para ser investigado, não menos pela grande quantidade de imputados. Estamos levando isto muito a sério, já que tem graves consequências para os envolvidos a divulgação deste tipo de material", indicou em um comunicado Lau Thygesen, inspetor da polícia do norte da Zelândia.

A maioria dos imputados - jovens que residem em 11 dos 12 distritos do país - compartilharam o vídeo algumas vezes, mas há outros que o fizeram em mais de 100 ocasiões.

A promotoria estudará cada caso de forma individual para determinar a pena que será solicitada, que dependerá de vários elementos como o número de vezes em que o material foi compartilhado e a idade dos imputados.

A polícia advertiu que uma condenação por um crime contra menores de idade ficará por pelo menos dez anos no registro de antecedentes criminais de cada pessoa, o que a incapacitaria, por exemplo, a trabalhar como pedagogo, treinador de futebol ou professor, e poderia gerar problemas para entrar em países como os Estados Unidos.

"É um delito grave que tem graves consequências para o futuro", destacou Flemming Kjaerside, do Centro Nacional contra os Crimes Cibernéticos, entidade que colaborou junto com a polícia dinamarquesa no caso, o maior deste tipo até agora no país escandinavo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos