Sobe para 104 o número de feridos por terremoto no sul do Peru

Lima, 15 jan (EFE).- O número de feridos pelo terremoto que atingiu ontem o sul do Peru, nas regiões de Arequipa, Ayacucho e Ica, subiu para 104, enquanto o número de casas afetadas chegou a 780, informou nesta segunda-feira o Centro de Operações de Emergência Nacional (COEN) do país.

De acordo com o boletim do Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci), o tremor deixou 84 feridos na província de Caravelí e cinco em Condesuyos, na região de Arequipa, onde foi localizado o epicentro.

Na região vizinha de Ica, foram reportados dez feridos na província de Nazca e quatro na capital regional. Além disso, uma pessoa ficou ferida na província de Parinacochas, na região andina de Ayacucho.

Além das informações sobre feridos, as autoridades mantêm no boletim a cifra de uma morte confirmada por causa do terremoto de magnitude 6,8.

Com o fim de acelerar os trabalhos de reconstrução e atenção aos atingidos, o governo peruano declarou hoje o Estado de Emergência por 60 dias na província de Caravelí, segundo um decreto supremo publicado hoje no diário oficial "El Peruano".

O forte sismo aconteceu ontem, às 4h18 locais (7h18 de Brasília), com epicentro no Oceano Pacífico, a 56 quilômetros do distrito de Lomas, em Arequipa, e a 48 quilômetros de profundidade, informou o Instituto Geofísico do Peru (IGP).

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), no entanto, estabeleceu a magnitude do terremoto em 7,1 e anunciou que não foi ativado nenhum alerta de tsunami, uma informação que foi confirmada pela Marinha de Guerra do Peru.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos