Padre acusado de abusar sexualmente de menor de idade é detido no Quênia

Nairóbi, 16 jan (EFE).- Um padre acusado de abusar sexualmente de um adolescente em Ngonda, no centro sul do Quênia, foi detido nesta terça-feira, informou a imprensa local.

O sacerdote, denunciado pela própria comunidade, foi surpreendido de madrugada por um grupo de agentes enquanto dormia com o menor, de 17 anos. Após a detenção, o chefe da Polícia disse que o religioso confessou ter mantido relações com o adolescente. A Polícia abriu uma investigação e colocará o detido à disposição das autoridades judiciais.

"Não posso imaginar que um padre tenha feito isto com o meu filho. Quero vê-lo no tribunal. É inaceitável e imperdoável", declarou a mãe da vítima.

Os abusos sexuais contra menores de idade são uma marca na sociedade queniana. Ao todo, 32% das mulheres e 18% dos homens asseguram ter sido vítimas de algum tipo de agressão sexual na infância ou adolescente, conforme dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos