Papa chega ao Palácio de La Moneda para seu encontro com Bachelet

Santiago (Chile), 16 jan (EFE).- O papa Francisco chegou ao Palácio de la Moneda, a sede da presidência no Chile, onde se encontrará com as autoridades do país, com o corpo diplomático presente na capital chilena e se reunirá com a presidente, Michelle Bachelet, o primeiro ato de sua visita ao país sul-americano.

Francisco chegou à Praça da Constituição às 8h25 locais (9h25 em Brasília), onde era esperado por Bachelet.

"Como você está, conseguiu descansar?", perguntou a presidente ao papa Francisco, que respondeu: "perfeito".

Depois, os dois ouviram os hinos e passaram em revista a Guarda de Honra, antes de atravessarem o 'Patio de los Cañones' (Pátio dos Canhões), até chegarem ao 'Patio de los Naranjos' (Pátio das Laranjeiras), onde ocorrerá a cerimônia.

Após os discursos oficiais de Bachelet e do pontífice, os dois se reunirão no Salão Azul em um encontro privado, que durará cerca de 20 minutos, e depois farão a troca de presentes.

Francisco não comparecerá à sacada do Palácio de la Moneda, como fez João Paulo II em 1987, quando o ditador Augusto Pinochet estava no poder.

Várias fontes do Vaticano explicaram que o falecido papa polonês não sabia que apareceria na sacada ao lado de Pinochet, que ninguém lhe disse o que havia atrás das cortinas e que a situação não foi agradável para João Paulo II, pois foi interpretada como um aval do pontífice ao regime militar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos