Papa se reúne por 25 minutos com a presidente Bachelet e conhece sua mãe

Santiago (Chile), 16 jan (EFE).- O papa Francisco se reuniu por 25 minutos nesta terça-feira, em particular, com a presidente do Chile, Michele Bachelet, no Salão Azul do Palácio de la Moneda, e depois foi apresentado à mãe da governante, que foi torturada durante a ditadura militar de Augusto Pinochet.

A reunião foi para Bachelet sua despedida do pontífice como chefe de Estado, já que, em março, o novo presidente eleito do Chile, Sebastían Piñera, tomará posse de seu cargo.

Sentados em duas cadeiras em uma das salas do La Moneda, os dois conversaram em particular durante 25 minutos, segundo confirmou o Vaticano, e depois trocaram presentes.

Francisco presenteou Bachelet com a moeda comemorativa da viagem que representa Santa Teresa dos Andes e São Alberto Hurtado, os dois santos do país.

Ao final da reunião, o papa conheceu a mãe de Bachelet, Angela Jería, de 91 anos, com quem conversou amistosamente.

Francisco também cumprimentou o presidente eleito em seu discurso de hoje para as autoridades, que "recebeu recentemente o mandato do povo chileno para governar os destinos do país nos próximos quatro anos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos