Novo ataque do Boko Haram deixa 8 mortos no nordeste da Nigéria

Abuja, 17 jan (EFE).- Pelo menos oito pessoas morreram nesta quarta-feira em um ataque perpetrado por dois terroristas suicidas do grupo jihadista Boko Haram, que atacaram um pequeno mercado em Maiduguri, no nordeste da Nigéria, disse à Agência Efe o porta-voz da Polícia de Borno, Joseph Kwaji.

Outras 65 pessoas ficaram feridas e foram levadas a hospitais próximos para serem atendidas, disse o porta-voz da Equipe de Resposta a Emergências da Agência Nacional de Emergências (NEMA), Abdulkadir Ibrahim, em um comunicado.

Membros do NEMA no estado de Borno (BOSEMA) e da Cruz Vermelha se transferiram ao local do atentado para prestar socorro às vítimas.

Este novo ataque segue o ocorrido ontem, quando três pessoas morreram na aldeia de Pallam, no leste da Nigéria. Outros nove civis foram assassinados na semana passada em um atentado suicida perpetrado por um suposto terrorista em uma mesquita da localidade de Gamboru, no nordeste do país.

O número de ataques suicida na Nigéria aumentou nos últimos meses apesar de os terroristas terem perdido presença em alguns de seus territórios devido a operações feitas pelas forças de segurança.

Em represália, os jihadistas adaptaram seus ataques a locais considerados pontos fracos, como os lugares de oração, escolas e campos de deslocados.

O Boko Haram, que na língua local significa "A educação não islâmica é pecado", luta para impor um Estado islâmico na Nigéria, país de maioria muçulmana no norte e predominantemente cristão no sul.

Mais de 20 mil pessoas morreram desde o início da insurgência jihadista na região, em 2009, 1,6 milhão foram obrigadas a abandonar suas casas e 4,7 milhões precisam de assistência alimentar de emergência, segundo números da ONU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos