Brasil extradita israelense foragido que matou palestino em 2004

Jerusalém, 18 jan (EFE).- Um foragido israelense, que fugiu quando estava sendo julgado por matar um palestino em 2004, comparecerá nesta quinta-feira perante uma corte de Israel após ter sido extraditado pelo Brasil, onde foi detido, informou o Ministério de Justiça israelense.

Em setembro de 2004, Yehoshua Elitzur saiu armado com um fuzil M-16 de seu carro em uma estrada perto de Nablus, no território ocupado de Cisjordânia, e disparou contra um motorista palestino a quem tinha mandado parar o carro.

Elitzur alegou em sua defesa que temeu ser atingido, razão pela qual abriu fogo através da janela contra Sael Yabara al Shatiya, um residente da vila palestina de Salem que conduzia uma caminhonete com sete passageiros.

O israelense foi declarado culpado de homicídio involuntário por um tribunal em 2005, mas fugiu de Israel antes que se ditasse a sentença.

A Interpol emitiu uma ordem de detenção internacional após o que o israelense foi localizado e detido em São Paulo em 2015.

Então, Israel apresentou solicitação de extradição às autoridades brasileiras que ontem procederam a transferência a Israel de Elitzur, que hoje deve enfim apresentar-se perante o tribunal de distrito de Tel Aviv.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos