Guarda costeira da Líbia resgata 234 pessoas no Mar Mediterrâneo

Trípoli, 18 jan (EFE).- A guarda costeira da Líbia recuperou 234 pessoas que tentavam atravessar o Mar Mediterrâneo e chegar ao litoral europeu em duas embarcações precárias, informou nesta quinta-feira à Agência Efe o porta-voz da marinha no oeste da Líbia, Ayub Kasem.

Segundo a fonte, uma das embarcações foi encontrada a poucas milhas do porto de Mellita, que fica cerca de 100 quilômetros a oeste da capital, enquanto que a segunda navegava à deriva em frente ao litoral da localidade vizinha de Zawara.

Em ambas as embarcações viajavam mais de 140 homens, 50 mulheres e cerca de 40 crianças procedentes de 11 países, entre eles Egito, Sudão, Mauritânia, Argélia, Marrocos e Paquistão, que foram levados para um centro de acolhimento, acrescentou a fonte.

As praias entre Trípoli e a fronteira com a Tunísia se transformaram nos últimos dois anos no principal reduto das máfias de tráfico humano, apesar da presença de navios-patrulha europeus.

De acordo com dados da Organização Internacional de Migrações (OIM), órgão vinculado à ONU, mais de 171.635 imigrantes irregulares conseguiram atravessar o Mar Mediterrâneo para a Europa em 2017, enquanto 3.116 desapareceram no mar.

Apenas nas duas primeiras semanas de janeiro, cerca de 1.500 pessoas conseguiram desembarcar na Europa e mais de 200 desapareceram no mar, de acordo com a OIM.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos