Papa adverte sobre exploração de trabalhadores e de imigrantes no Chile

Iquique (Chile), 18 jan (EFE).- O papa Francisco pediu nesta quinta-feira atenção a fenômenos como a exploração de trabalhadores e de imigrantes que não têm a documentação em dia, durante a missa que celebrou na Praia Lobito, em Iquique, no último ato da visita ao Chile.

Nesta cidade, símbolo do aumento do fenômeno migratório na América Latina, o pontífice explicou que na língua dos indígenas aymaras, Iquique quer dizer "Terra de sonhos" e que esta terra "soube hospedar pessoas de diferentes povos e culturas que tiveram que deixar os seus e ir embora".

Em Iquique, onde 10% da população é imigrante, principalmente de origem no Peru e na Bolívia, além de venezuelanos e haitianos, o papa lembrou a jornada destas pessoas "sempre baseadas na esperança por obter uma vida melhor".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos