Papa casa dois tripulandes em avião de Santiago a Iquique

A bordo do avião papal, 18 jan (EFE).- O papa Francisco casou nesta quinta-feira dois membros da tripulação do avião em que viajou de Santiago para a cidade de Iquique, um fato "histórico", já que nunca um pontífice fez algo similar.

Os dois tripulantes do voo são Carlos Ciuffardi e Paula Podest Ruiz, que têm duas filhas e estavam casados somente no civil porque há sete anos, quando iam se casar, a igreja onde tinham decidido celebrar o casamento desabou devido ao terremoto de 2010 na comunidade de Huñoa, em Santiago.

Ao cumprimentar Francisco durante o voo, os dois contaram a história e o pontífice se ofereceu para casá-los.

"Tem certeza?", perguntou o casal, e Francisco lhes respondeu: "Têm certeza os senhores?", segundo relatou aos jornalistas Ciuffardi.

O pontífice, segundo o relato, disse que esta cerimônia histórica, pois nunca tinha ocorrido algo parecido antes.

O papa pediu que procurassem uma testemunha, e o escolhido foi o presidente da companhia Latam, Ignacio Cueto, que estava no avião.

Como em qualquer casamento, Francisco abençoou as alianças e depois pediu a um dos cardeais que o acompanham para preparar a ata do matrimônio para que pudesse ser um evento legal.

"Celebrante: Francisco", lê-se na ata do histórico casamento.

Aos noivos, o papa comentou brincando que as alianças "não podem ser muito estreitas porque machucam nem muito largas porque caem". EFE

ccg/cs

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos