Coreia do Sul quer manter reuniões regulares de alto nível com Pyongyang

Seul, 19 jan (EFE).- O Ministério da Unificação da Coreia do Sul disse nesta sexta-feira que pretende manter reuniões regulares de alto nível com o Norte, aproveitando a recente aproximação entre os dois países por causa dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang.

Isso foi anunciado hoje pelo ministério sul-coreano, em uma entrevista coletiva onde foram apresentadas as linhas gerais com as quais Seul aspira a reconduzir as relações intercoreanas que estão estagnadas, e entre os quais, inclui também retomar sua ajuda humanitária ao Norte.

Os países vizinhos, que permanecem tecnicamente em guerra, realizaram no último dia 9 seu primeiro encontro formal em mais de dois anos para discutir a participação norte-coreana nos Jogos de Inverno, que acontecerão no condado sul-coreano de PyenongChang, a partir do dia 9 de fevereiro.

Pyongyang e Seul mantiveram desde então várias rodadas de reuniões para acordar os detalhes da participação da Coreia do Norte nos Jogos, encontros que o Sul pretende estender a outras áreas e celebrar de "forma regular" e "alto nível", de acordo com um porta-voz do Ministério da Unificação.

"Seul buscará conversas setoriais com Pyongyang, assim como estreitar os laços e trabalhar para a resolução do problema nuclear norte-coreano", disse o porta-voz.

Durante a sua última reunião realizada na quarta-feira, as duas Coreias concordaram em desfilar sob a mesma bandeira na cerimônia de abertura de PyeongChang, bem como para fazer uma seleção conjunta de hóquei feminino sobre o gelo, entre outros gestos de alto valor simbólico voltado para a reconciliação.

No entanto, as duas partes ainda não trataram o pedido feito pelo Sul para para organizar uma reunião, em meados de fevereiro, das famílias separadas pela guerra entre os dois países, e que se for aceita pelo Norte, aconteceria nas mesmas datas de PyeongChang.

Pyongyang, que ainda não respondeu a esta solicitação, exige em troca que Seul repatriasse ao Norte as 12 garçonetes norte-coreanas que desertaram em 2016, e que segundo a imprensa do regime liderado por Kim Jong-un, foram sequestradas pelo país vizinho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos