Palestino é executado em Gaza por colaborar com Israel

Gaza, 19 jan (EFE).- Militantes do movimento islamita Hamas executaram nesta sexta-feira um palestino na Faixa de Gaza condenado por colaborar com Israel, informou em um comunicado sua família, que tinha solicitado a aplicação da pena capital.

Ahmad Barhoom, de 31 anos e residente do povoado de Rafah, na fronteira com o Egito, foi acusado de estar por trás do assassinato de três destacados militantes do Hamas durante a operação militar israelense de 2014.

Hoje foi executado com armas de fogo por membros do movimento islamita diante de sua família, depois que esta admitiu que Barhoom tinha confessado sua colaboração com Israel e pedido sua execução.

As cortes militares do Hamas já haviam aplicado anteriormente a pena de morte na Faixa de Gaza, ainda que, de acordo com a Lei Básica palestina, as sentenças só podem ser executadas com a aprovação do presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, que até a data não havia ratificado nenhuma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos