Sobem para sete o número de mortos em ataque à base militar no Níger

Niamey, 19 jan (EFE).- O número de vítimas pelo ataque jihadista a uma base militar em Diffa, no extremo sul do Níger, subiu para 7 mortos e dezenas de feridos, informaram nesta sexta-feira à Agência Efe fontes de segurança.

Nas últimas horas, vários soldados morreram por conta dos ferimentos sofridos durante o ataque, que foi perpetrado na noite de na quarta-feira, indicaram.

Os agressores, que segundo as fontes pertencem ao grupo jihadista Boko Haram, destruíram também cinco veículos do Exército nigeriano e levaram munição.

"O ataque ocorreu na noite de quarta-feira na base militar de Toumour (a 15 quilômetros de Diffa), quando os agressores chegaram a bordo de veículos com luzes apagadas procedentes da fronteira com a Nigéria e começaram a disparar com armas pesadas", disseram as fontes, que pediram anonimato.

Os agressores conseguiram aproveitar "o efeito surpresa", mas, após duas horas de enfrentamentos, os soldados conseguiram fazê-los retroceder.

Até agora não há informações sobre mortos ou feridos entre os jihadistas.

O ataque, após um breve momento de trégua da seita extremista nigeriana na região, ocorre em um momento no qual as autoridades de Diffa estenderam o "período de arrependimento" oferecido aos combatentes do grupo jihadistas para deixar de forma voluntária as suas armas e se entregar às autoridades.

Perante o escasso número dos combatentes (177) que se entregaram até a data inicial, 31 de dezembro, o governador de Diffa, Mahamadu Laualy Dan Dano, decidiu prorrogá-lo de forma ilimitada para "animar os combatentes se entregar".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos