Supostos disparos paquistaneses deixam 3 mortos e 26 feridos na Caxemira

Nova Délhi, 19 jan (EFE).- Pelo menos dois civis e um membro das forças de segurança morreram nesta sexta-feira na Caxemira e outras 26 pessoas ficaram feridas por supostos disparos do exército paquistanês contra áreas povoadas na Linha de Controle (LoC), fronteira de fato entre a Índia e o Paquistão.

Os disparos começaram por volta das 6h (horário local, 22h30 de ontem em Brasília), ao longo da zona fronteiriça com o Paquistão no distrito de Jammu e "ainda continuam", disse à Agência Efe um porta-voz da Polícia do distrito, que pediu para não ser identificado.

"Também dispararam morteiros", acrescentou o porta-voz policial.

Como resultado, dois civis e um membro das Forças de Segurança de Fronteira (BSF, na sigla em inglês) morreram, enquanto 24 civis e dois soldados sofreram ferimentos de diversa consideração, indicou em sua conta do Twitter a Polícia do estado de Jammu e Caxemira.

As supostas violações do cessar-fogo estipulado em 2003 na LoC ainda continuam em pelo menos seis localidades e estão sendo "contra-atacadas com efetividade", segundo o corpo policial.

Este incidente acontece após o governo paquistanês acusar ontem a Índia de violar o cessar-fogo na fronteira mais de 110 vezes neste ano, em incidentes nos quais morreram três civis.

Segundo Islamabad, a Índia violou o cessar-fogo mais de 1.900 vezes em 2017 acabando com a vida 52 civis, o maior número desde o acordo de 2003 para pôr fim ao intercâmbio de disparos em zonas de fronteira.

Por sua vez, em outubro, a Índia acusou o Paquistão de violar a trégua em 503 ocasiões no ano passado.

Os dois países disputam a região da Caxemira desde a divisão do subcontinente com a retirada do Império Britânico, em 1947, e travaram por ela duas guerras e inúmeros conflitos menores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos