Protesto violento contra "fraude" eleitoral em Honduras causa 1 morte

Tegucigalpa, 20 jan (EFE).- Pelo menos um homem, aparentemente um idoso, morreu neste sábado e outras pessoas ficaram feridas durante um protesto violento no departamento de Colón, onde correligionários da Aliança de Oposição contra a Ditadura protestavam contra a suposta fraude nas eleições de 2017.

A imprensa local informou que a vítima foi identificada como Anselo Villarreal, atingido por um tiro, supostamente disparado pelas forças da ordem durante um longo confronto com manifestantes em uma estrada no setor de Sabá.

Policiais e militares enfrentaram os manifestantes quando tentavam desalojá-los como parte de uma operação para evitar que interrompessem o tráfego de veículos.

O protesto de Sabá é um dos vários que aconteceram neste sábado a nível nacional, convocados na semana passada pela Aliança de Oposição, cujo ex-candidato à presidência, Salvador Nasralla, diz que nas eleições gerais de 26 de novembro do ano passado o Tribunal Supremo Eleitoral cometeu uma "fraude".

Na maior parte dos protestos as forças da ordem expulsaram os manifestantes com gás lacrimogêneo.

As manifestações deixaram um número indeterminado de feridos, entre civis, policiais e militares, e aparentemente dezenas de detidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos