Rússia expressa preocupação por operação militar da Turquia no Curdistão

Moscou, 20 jan (EFE).- A Rússia está observando com preocupação o início da operação militar da Turquia contra as milícias curdas em Afrin, no noroeste da Síria, e pediu "contenção" às partes, informou neste sábado o Ministério das Relações Exteriores do país.

"Recebemos com preocupação a informação (sobre a operação turca em Afrin) e acompanhamos com atenção o desenvolvimento da situação", diz a nota oficial.

Além disso, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia lembrou que a posição de Moscou sobre a solução do conflito na Síria não mudou e consiste na "preservação da integridade territorial do país, o respeito à soberania e a busca de uma recuperação em longo prazo".

Anteriormente, o Ministério da Defesa da Rússia informou sobre uma conversa telefônica entre os chefes do Estado-Maior russo, Valery Guerasimov, e dos Estados Unidos, Joseph Dunford.

Segundo o comunicado divulgado pelo Ministério da Defesa, os responsáveis militares dos dois países "analisaram a situação na Síria" e conversaram sobre "outros assuntos de interesse comum".

Em seguida, especialistas militares russos vincularam a conversa entre Guerasimov e Dunford com o início da operação militar turca em Afrin, onde há parte do contingente russo que intervém no país.

Horas antes, o vice-presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Senado da Rússia, Franz Klintsevich, advertiu em declarações à agência "Interfax" que a operação em Afrin pode "aumentar a tensão na região" e desembocar em "um conflito sério".

Ao mesmo tempo, Klintsevich opinou que a Rússia tentará ficar à margem do conflito e só será obrigada a "usar a força" se algo ameaçar a segurança de suas bases em Tartus e Khmeimim.

O senador acrescentou que a intervenção turca em Afrin deixa o governo russo em uma situação complicada, já que a Rússia mantém, na atualidade, "boa relações tanto com Damasco, como com Ancara".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos