Senado dos EUA não aprova novos fundos e dirige o governo para um fechamento

Washington, 20 jan (EFE).- O Senado dos Estados Unidos não aprovou, na sexta-feira, os novos fundos necessários para aprovar o orçamento federal e por isso haverá a paralisação parcial e indefinido do governo de Donald Trump.

A proposta orçamental apresentada pelos republicanos obteve mais votos a favor (50) do que contra (48), mas foram insuficientes para aprovar fundos que exigiam o apoio de 60 senadores.

Esta proposta, que a Câmara dos Representantes aprovou na quinta-feira, proporcionou financiamento do governo até o dia 16 de fevereiro, prolongando assim o prazo de negociação entre democratas e republicanos para os orçamentos definitivos.

Os democratas, no entanto, condicionaram seu apoio às contas de que Trump e os republicanos concordaram em regularizar os quase 800 mil jovens indocumentados conhecidos como "sonhadores".

O status legal com o qual o ex-presidente Barack Obama dotou a estes jovens, expira no próximo dia 5 de março, data a partir da qual poderiam ser deportados.

Embora Trump tenha participado pessoalmente nas negociações com os democratas para obter os fundos necessários para manter o governo em funcionamento, estes não deram o braço para se torcer.

Diante da perspectiva de um iminente fechamento do governo, Trump cancelou sua viagem prevista para sexta para Mar-a-Lago, sua mansão da Flórida, onde pretendia comemorar seu primeiro aniversário na Casa Branca, que se completa hoje.

Se nada mudar nos próximos minutos, o governo ficará sem fundos a partir da meia-noite (horário local, 3h de Brasília).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos