Papa afirma que política latino-americana vive grande "decadência"

Lima (Peru), 21 jan (EFE).- O papa Francisco opinou neste domingo que a política na América Latina está vivendo um "grande" período de "decadência e corrupção", em resposta a algumas perguntas de bispos peruanos durante sua visita ao Arcebispado de Lima.

Francisco citou o caso da construtora brasileira Odebrecht, no qual que estiveram envolvidos governos de vários países da América Latina e assegurou que isto "é só uma pequena parte" do que realmente acontece.

"Acredito que a política está em crise, em enorme crise na América Latina por corrupção" e que só entende a "linguagem da corrupção" e dos paraísos fiscais.

O pontífice argentino explicou que a política latino-americana "buscava um caminho" para tornar as nações grandes, mas se inclinou para "um capitalismo liberal desumano que causa dano às pessoas".

Francisco também falou de outros problemas vividos pelos países da região, como as prisões superlotadas, e reiterou: "a política está doente, está muito doente e há exceções, mas geralmente, está mais doente do que saudável".

Em seguida, o pontífice perguntou aos bispos: "o que está acontecendo no Peru que todos os presidentes vão presos?", citando (Ollanta) Humala e "até pouco tempo" (Alberto) Fujimori.

Francisco respondeu às perguntas dos bispos no Arcebispado de Lima após seu discurso no recinto, em um ato de improviso, pois havia tempo livre antes da oração do Ângelus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos