Vários americanos estão entre as vítimas de ataque em Cabul, diz Governo

Washington, 23 jan (EFE).- Vários americanos estão entre os mortos e feridos no ataque talibã ocorrido no final de semana no hotel Intercontinental de Cabul, que deixou 20 vítimas mortais, informou nesta teça-feira o Departamento de Estado dos Estados Unidos.

Um porta-voz do Governo apontou há Agência Efe que há cidadãos americanos entre os mortos e feridos, ainda que não tenha confirmado o número exato.

Muitos estrangeiros mortos eram funcionários da companhia aérea afegã Kam Air, entre eles oito ucranianos e dois venezuelanos, indicaram as autoridades afegãs.

Os talibãs reivindicaram a autoria do ataque mediante um comunicado do porta-voz Zabihullah Mujahid, que confirmou que seus combatentes identificaram "cuidadosamente" suas vítimas e mataram cidadãos dos países "invasores" e membros do Governo afegão.

Na noite de sábado, um homem se suicidou na entrada do hotel Intercontinental, o que permitiu o acesso de cinco insurgentes que entraram com armas e coletes explosivos.

O ataque desembocou em doze horas de enfrentamentos entre os talibãs e as forças de segurança, que conseguiram salvar 151 empregados e hóspedes do hotel, 40 deles estrangeiros.

O hotel, frequentado por estrangeiros e afegãos ricos e que frequentemente acolhe festas privadas e atos oficiais como coletivas de imprensa, seminários e conferências, já havia sido alvo de um atentado similar dos talibãs em junho de 2011.

Desde o final da missão de combate da Otan, em janeiro de 2015, o Governo de Cabul foi perdendo terreno perante os insurgentes até controlar apenas 57% do país, segundo o Inspetor Especial Geral para a Reconstrução do Afeganistão (SIGAR) do Congresso dos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos