Explosão de mina terrestre mata 18 civis malineses e burquinenses

(Atualiza com ataque a militares e mais vítimas).

Bamaco, 25 jan (EFE).- Pelo menos 18 civis do Mali e de Burkina Faso morreram nesta quinta-feira na explosão de uma mina terrestre durante a passagem do caminhão em que viajavam na região de Mopti, no centro do Mali, informaram à Agência Efe fontes de segurança local.

Segundo as fontes, o fato aconteceu às 6h45 (horário de Brasília) na localidade malinesa de Boni, na fronteira com Burkina Faso. Algumas pessoas morreram na hora e outras foram levadas com ferimentos ao hospital de Boni, mas não resistiram.

O caminhão, que vinha de Djibo, transportava comerciantes que viajam habitualmente entre os diferentes mercados semanais entre as fronteiras do Mali e de Burkina Faso.

Outra fonte de segurança indicou Agência Efe que dois soldados malineses morreram hoje em um ataque realizado por um grupo armado contra uma posição do Exército em Youwarou, em Mopti. Segundo a fonte, pelo menos seis criminosos morreram na ação.

A região de Mopti é conhecida pela grande atividade de terroristas e é o local de procedência do jihadista Amadou Koufa, líder da Frente de Liberdade de Macina.

O Mali sofreu em 2012 um golpe de Estado, em resposta ao levante de grupos rebeldes tuaregues e organizações jihadistas, que assumiram o controle do norte do país durante dez meses. Em teoria, os terroristas foram expulsos em janeiro de 2013 após uma intervenção internacional liderada pela França, mas extensas áreas do país, principalmente do norte e do centro, ainda fogem ao controle do Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos