Ataque armado mata 16 soldados no Mali

Bamaco, 27 jan (EFE).- Pelo menos 16 soldados malineses morreram neste sábado em um ataque armado contra um posto de controle perto da cidade de Niafunké, na região central do Mali, informaram à Agência Efe fontes de segurança.

O ataque, perpetrado por um grupo de homens desconhecidos, também deixou 21 feridos entre os militares, alguns deles em estado grave, e coincidiu com uma visita à região do ex-primeiro-ministro, Mohamed Ag Amani, para fazer uma missão de paz.

Os agressores, equipados com armas pesadas, se deslocavam em carros e motos e, ao se retirarem, levaram armas e veículos do exército.

Após o ataque, as forças governamentais trocaram tiros com os agressores e mataram a três deles, enquanto reforços militares chegaram à região vindos de quartéis próximos.

Na última quinta-feira, pelo menos 18 civis malineses e burquinenses morreram após o caminhão em que viajavam passar sobre uma mina terrestre na zona de Mopti, na região central do Mali.

Este país africano sofreu em 2012 um golpe de Estado, em resposta ao levante de grupos rebeldes tuaregues e organizações jihadistas, que tomaram o controle do norte do país durante dez meses.

Os grupos jihadistas foram teoricamente expulsos em janeiro de 2013 graças a uma intervenção internacional liderada pela França, mas extensas áreas do país, sobretudo do norte e no centro, ainda não estão sob o controle estatal, de modo que grupos terroristas se aproveitam da situação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos