Líder opositor é posto em liberdade na Rússia

Moscou, 29 ene (EFE).- O líder opositor russo Alexei Navalni foi posto em liberdade ontem à noite, mas deverá comparecer à Justiça por participar de uma manifestação não autorizada pelo boicote às eleições presidenciais do próximo dia 18 de março convocada por ele mesmo, informou nesta segunda-feira sua advogada Olga Mikhailova.

Segundo a advogada, a Polícia não disse quando o político deverá se apresentar ao juiz e lhe comunicará mais tarde a data do depoimento.

Navalni foi detido minutos depois de chegar à rua Tverskaya, em Moscou, onde se reuniram milhares dos seus partidários, apesar da grande operação realizada pelas autoridades.

"Demonstramos que nem toda a Rússia está disposta a renunciar às eleições e a se resignar a uma monarquia. Somos muitos e faremos com que se nos leve em conta", escreveu o líder opositor no Twitter.

Perto de 350 pessoas foram detidas em várias cidades da Rússia por incentivar ou participar nas manifestações pelo boicote às eleições presidenciais, segundo dados do meio "OVD-info".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos