Manifestantes independentistas chegam às portas do parlamento catalão

Madri, 30 jan (EFE).- Várias centenas de manifestantes independentistas chegaram nesta terça-feira às portas do parlamento regional da Catalunha, protegido pela polícia, após passar à força por várias portas fechadas do parque em que se encontra a câmara autônoma.

Os manifestantes protestam contra o adiamento da sessão prevista para a tarde de hoje na qual devia ser debatida a posse do novo presidente da Catalunha, cargo para o qual foi indicado Carles Puigdemont, a quem a Justiça espanhola investiga por rebelião e insurreição.

Ainda não se sabe o paradeiro de Puigdemont, que há três meses fugiu para Bruxelas para evitar a ação judicial e que pretendia uma posse à distância, rejeitada pelo Tribunal Constitucional espanhol.

A sessão foi adiada pelo presidente do parlamento catalão, Roger Torrent (ERC, republicanos independentistas de esquerda), à espera que o Constitucional resolva as diferentes alegações apresentadas pelas partes à sua decisão cautelar adotada no sábado passado.

O parlamento regional conta com um perímetro de segurança, com muros e a presença dos Mossos d'Esquadra (polícia regional), perante os quais se concentraram os manifestantes, que levam cartazes a favor de Puigdemont e bandeiras independentistas.

O edifício está em um parque de Barcelona cujas entradas tinham sido fechadas horas antes pelas autoridades para evitar possíveis incidentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos