Juiz determina prisão sem fiança para autor de tiroteio em escola da Flórida

Miami, 15 fev (EFE).- Um juiz da Flórida determinou nesta quinta-feira a prisão sem fiança para Nikolas Cruz, que enfrenta 17 acusações criminais por ter cometido o massacre na escola de ensino médio Marjory Stoneman Douglas que matou 17 pessoas.

Em audiência realizada nesta tarde, o acusado, de 19 anos, compareceu a uma corte do condado de Broward, no sul do estado, vestido com macacão laranja, algemado e acompanhado da advogada.

A defesa declarou à imprensa que o cliente, um ex-estudante da instituição de ensino, se encontra "profundamente arrependido", "destruído" e que está "ciente do que está passando".

Em coletiva de imprensa, o xerife do condado de Broward, Scott Israel, informou que Cruz encara 17 acusações de assassinato premeditado pelo massacre em Parkland, ao norte de Miami, e que todas as famílias das vítimas já foram notificadas.

O xerife se referiu ao jovem como uma pessoa com problemas mentais. A polícia ainda investiga os motivos que levaram Cruz, de 19 anos, a abrir fogo contra professores e alunos da escola Marjory Stoneman Douglas, da qual foi expulso no último ano por comportamento violento, e onde ainda permanecem vários corpos.

Dos 15 feridos que chegaram aos hospitais próximos, três permanecem em estado crítico, enquanto os demais estão em condição estável ou já receberam alta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos