Topo

Juiz determina prisão sem fiança para autor de tiroteio em escola da Flórida

2018-02-15T18:29:00

15/02/2018 18h29

Miami, 15 fev (EFE).- Um juiz da Flórida determinou nesta quinta-feira a prisão sem fiança para Nikolas Cruz, que enfrenta 17 acusações criminais por ter cometido o massacre na escola de ensino médio Marjory Stoneman Douglas que matou 17 pessoas.

Em audiência realizada nesta tarde, o acusado, de 19 anos, compareceu a uma corte do condado de Broward, no sul do estado, vestido com macacão laranja, algemado e acompanhado da advogada.

A defesa declarou à imprensa que o cliente, um ex-estudante da instituição de ensino, se encontra "profundamente arrependido", "destruído" e que está "ciente do que está passando".

Em coletiva de imprensa, o xerife do condado de Broward, Scott Israel, informou que Cruz encara 17 acusações de assassinato premeditado pelo massacre em Parkland, ao norte de Miami, e que todas as famílias das vítimas já foram notificadas.

O xerife se referiu ao jovem como uma pessoa com problemas mentais. A polícia ainda investiga os motivos que levaram Cruz, de 19 anos, a abrir fogo contra professores e alunos da escola Marjory Stoneman Douglas, da qual foi expulso no último ano por comportamento violento, e onde ainda permanecem vários corpos.

Dos 15 feridos que chegaram aos hospitais próximos, três permanecem em estado crítico, enquanto os demais estão em condição estável ou já receberam alta.