Vaticano garante que Bento XVI não sofre "doença paralisante"

Roma, 15 fev (EFE). O papa emérito Bento XVI não sofre nenhuma "doença paralisante" que lhe obrigue a estar em uma cadeira de rodas, segundo disse nesta quinta-feira à Agência Efe o escritório de imprensa do Vaticano.

"As supostas notícias de uma doença paralisante ou degenerativa são falsas", destacou o escritório de imprensa.

A notícia sobre o estado de saúde de Bento XVI foi divulgada por seu próprio irmão, Georg Ratzinger, em uma entrevista publicada na revista alemã "Neue Post".

Segundo esta entrevista, o irmão do papa emérito assegura que o seu maior temor é que essa doença acabe afetando-lhe o coração.

O Vaticano também acrescentou que Bento XVI completará em abril 91 anos e que, como ele mesmo revelou em uma recente carta, "sente o peso dos anos, como é normal com sua idade", segundo um comunicado enviado à Efe.

No último dia 7 de fevereiro Bento XVI rompeu seu silêncio e escreveu uma breve carta a um repórter do jornal italiano "Corriere della Sera" na qual afirmou: "Posso dizer apenas que, no lento diminuir das forças físicas, interiormente vou em peregrinação para Casa".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos