Autoridades sírias encontram vala comum com 34 pessoas assassinadas pelo EI

Beirute, 16 fev (EFE).- As autoridades sírias encontraram nesta sexta-feira uma vala comum com os corpos de 34 pessoas assassinadas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no oeste da província síria de Raqqa, informou a agência de notícias oficial "Sana".

Equipes da Defesa Civil síria realizam a extração dos corpos da fossa, localizada na cidade de Al Romzan, que está sob o controle das forças governamentais, segundo afirmou a agência, que acrescentou que entre os mortos há civis e militares.

A descobertas desta vala comum foi possível graças às informações proporcionadas por moradores da região que puderam retornar às suas casas após a expulsão do EI.

Os corpos estão sendo transferidos a um hospital militar na província vizinha de Alepo, onde será realizada a identificação dos restos para depois entregá-los a seus parentes.

A "Sana" lembrou que no final de dezembro as autoridades encontraram outra vala comum com 115 corpos de civis e soldados mortos pelo EI na cidade de Al Uauie, no oeste de Raqqa.

O exército sírio recuperou o controle de Al Romzan e de outras cidades da área em julho do ano passado.

Atualmente, na província de Raqqa não há presença do EI depois que o grupo foi expulso desta região pelas tropas governamentais e as Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança liderada por milícias curdo-sírias e apoiada pelos Estados Unidos, que fizeram ofensivas separadamente contra os radicais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos