EUA ordenam "revisão imediata" de protocolos do FBI após falha na Flórida

Washington, 16 fev (EFE).- O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, ordenou nesta sexta-feira uma "revisão imediata" do protocolo de atuação do FBI após a corporação ter admitido que falhou mesmo tendo sido alertada em janeiro sobre o comportamento agressivo de Nikolas Cruz, o jovem que matou 17 pessoas a tiros em uma escola de Parkland, na Flórida.

"Ordenei que o procurador-geral adjunto efetue uma revisão imediata de nossos procedimentos aqui no Departamento de Justiça e no FBI para assegurar que alcançamos o nível mais alto de resposta efetiva e rápida aos sinais de risco de violência que chegam a nós", disse Sessions em comunicado.

Sessions afirmou que "o FBI, junto com nossos parceiros estaduais e locais, precisa atuar sem falha para prevenir todos os ataques". "Isto é imperativo, e devemos fazer melhor", acrescentou.

Nesta manhã, o FBI reconheceu que no dia 5 de janeiro uma pessoa próxima a Cruz alertou a corporação que o jovem poderia realizar um tiroteio em uma escola, já que possuía armas, tinha expressado o desejo de matar pessoas, tinha um "comportamento errático" e fazia publicações "inquietantes" nas redes sociais.

No entanto, e por razões não divulgadas, o FBI não seguiu os protocolos oportunos nestes casos e não enviou esse aviso ao escritório de Miami para que uma investigação fosse aberta.

"Além de revisar o erro, também devemos revisar o modo com o qual respondemos, isto inclui consultas com parentes, funcionários de saúde mental, educadores e de segurança local".

Cruz, que tinha sofrido problemas de saúde mental, foi acusado de 17 assassinatos premeditados e se encontra preso à espera de julgamento. O tiroteio de Parkland deixou 17 mortos, 15 pessoas feridas e foi o 18º incidente com armas ocorrido em instituições de ensino nos EUA em 2018.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos