Sem-teto morto perto do Parlamento britânico era um modelo português

Londres, 16 fev (EFE).- Um homem sem-teto, de cerca de 40 anos, encontrado morto esta semana perto do Parlamento britânico e cujo caso comoveu os deputados, era modelo de origem portuguesa, afirmou nesta sexta-feira a organização beneficente Connection at St. Martin.

Segundo esta fonte, o morto, do qual não revelou sua identidade, tinha estado durante um tempo num dos seus centros noturnos de emergência e se lhe estava ajudando a buscar trabalho como garçom.

A Polícia britânica considerou como "não suspeita" a morte que aconteceu na quarta-feira na estação de metrô de Westminster, perto do Parlamento.

A diretora da organização beneficente, Pam Orchard, disse que o falecido "tinha força, talento e habilidades, mas também problemas e coisas que deram errado para ele".

A imprensa britânica assinala que o líder da oposição trabalhista, Jeremy Corbyn, enviou um buquê de flores para o local onde o homem foi achado morto e, na sua conta do Twitter, disse que "chegou o momento" de todos os deputados trabalharem para enfrentar o problema das pessoas que dormem na rua.

"É hora de todos os deputados assumirem este desafio moral e alojar todos adequadamente", acrescentou Corbyn.

O deputado trabalhista Neil Coyle declarou para a imprensa que o "mais triste" deste caso é que o sem-teto tinha solicitado uma vaga de garçom uma semana antes da sua morte.

"Eu vi um limpador de vidros que dormia nos ônibus noturnos, outro que fazia favores sexuais para conseguir algum (dinheiro). E este era um homem que dormia na rua e que era sério quanto a (buscar) trabalho", afirmou Coyle.

"Este é um problema crescente. Tivemos oito anos de um aumento dos sem-teto em todas as suas formas, alguns deles são mais visíveis do que outros", destacou o parlamentar.

O número de pessoas que vivem na rua na Inglaterra aumentou nos últimos anos e, segundo números oficiais, chegou a 4.751 no ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos