Temer anuncia criação de Ministério da Segurança Pública em encontro no Rio

Rio de Janeiro, 17 fev (EFE).- O presidente Michel Temer anunciou neste sábado que será criado nas próximas semanas o Ministério de Segurança Pública após decretar ontem uma inédita intervenção militar no Rio de Janeiro para conter a crescente onda de violência no estado.

Temer se reuniu neste sábado na capital fluminense com várias autoridades, entre elas o governador Luiz Fernando Pezão e o novo responsável pela segurança do estado, o general Walter Souza Braga Netto, para definir alguns detalhes da intervenção anunciada na sexta-feira.

Durante um breve discurso, Temer considerou que a situação no Rio é "intolerável" e que a intervenção tem como objetivo proteger os cidadãos mais vulneráveis, mas não ofereceu detalhes técnicos de como será o processo de mudança do controle da segurança do estado para o exército.

O presidente, no entanto, adiantou que em uma ou duas semanas será constituído um "ministério extraordinário" para coordenar a segurança pública em todo o país, uma medida que vinha sendo debatida nas últimas semanas pelo Executivo para conter a violência que se replica em outras partes do país.

Durante a reunião no Palácio Guanabara, a sede do governo estadual, também estiveram presentes vários ministros do governo Temer e autoridades locais, como o prefeito Marcelo Crivella, que se ausentou do país durante o carnaval e viajou para a Europa enquanto as imagens de violência se propagavam pela cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos