Trump visita hospital onde estão internados vítimas de tiroteio em escola

Miami, 16 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, realizou na sexta-feira uma visita surpresa a alguns dos sobreviventes do tiroteio na escola de ensino médio Marjory Stoneman Douglas, no sul da Flórida, onde morreram 17 pessoas.

Trump e a primeira-dama, Melania, visitaram o hospital Broward Health North Hospital, localizado em Pompano Beach e que é um dos centros para aonde foram transferidos alguns feridos do massacre em Parkland, em uma visita que não tinha sido anunciada pela Casa Branca.

Imagens divulgadas por emissoras de TVs locais mostram o presidente e a primeira-dama caminhando pelos corredores do centro médico, após visitar os sobreviventes do ataque e agradecer aos médicos e profissionais da saúde pelos seus esforços em atender os feridos.

O casal Trump, acompanhado do senador pela Flórida, Marco Rubio, aterrissou pouco antes das 18h (horário local, 21h de Brasília), no Aeroporto Internacional de Palm Beach, e imediatamente a comitiva embarcou em um helicóptero presidencial até o hospital.

De acordo com a imprensa local, Trump deve depois se reunir com oficiais do Escritório do Xerife do condado de Broward, onde fica a escola que foi palco na tarde da última quarta-feira do massacre realizado pelo ex-aluno Nikolas Cruz, de 19 anos.

A Casa Branca tinha anunciado anteriormente que Donald Trump viajaria nesta sexta para a Flórida, com o objetivo de se reunir com os familiares das vítimas do tiroteio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos