Número dois em partido de Merkel anuncia intenção de deixar o cargo

Berlim, 18 fev (EFE).- Peter Tauber, o secretário-geral da União Democrata-Cristã (CDU), partido presidido pela chanceler alemã, Angela Merkel, tem intenção de deixar o cargo e prevê comunicar sua decisão na segunda-feira à direção, informaram os principais veículos de imprensa alemães.

Tauber é considerado uma pessoa de confiança de Merkel e não foi alheio às críticas internas, depois que o CDU ganhou as eleições gerais de setembro com seu segundo pior resultado desde 1949, com 33% dos votos.

Se ele apresentar amanhã sua renúncia à direção, será possível escolher seu substituto no congresso que o partido realizará em 26 de fevereiro, previsto a princípio para dar sinal verde ao acordo de grande coalizão de Governo com os sociais-democratas.

Tauber, que passou por uma cirurgia no mês passado por um problema intestinal e que segue em reabilitação, não justificará sua decisão por razões de saúde, segundo fontes do partido citado pela edição digital da publicação "Der Spiegel".

A saída obrigará Merkel a buscar um substituto para o cargo.

A grande coalizão deve receber ainda sinal verde da militância social-democrata, convocada para uma consulta de caráter vinculativo, cujos resultados serão revelados em 4 de março.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos