Confronto entre maoístas e Polícia na Índia deixa mais de 20 mortos

Nova Délhi, 19 fev (EFE).- Cerca de 20 guerrilheiros maoístas, dois membros das forças especiais e um civil morreram num enfrentamento entre os insurgentes e as forças de segurança no estado de Chhattisgarh, no centro da Índia, informou a Polícia nesta segunda-feira.

De acordo com o diretor-geral da Polícia Especial, Madhav Awasthi, o confronto começou na manhã de ontem e durou quatro horas numa área controlada pelos maoístas no distrito de Sukma, onde o governo está construindo uma estrada. Conforme disse à Agência Efe, os maoístas, que apareceram "em grande número", mataram um supervisor civil da obra e atearam fogo ao maquinário, o que foi respondido pelas forças especiais da Polícia que faziam a proteção do local.

"Perdemos dois membros de nosso pessoal e seis mais ficaram feridos, apesar de agora estarem fora de perigo", disse o responsável policial.

Segundo o diretor, "20 ou mais" integrantes da insurgência naxalita, como também são conhecidos, morreram no enfrentamento, mas o número exato não pode ser verificado porque os guerrilheiros levaram os corpos. O movimento naxalita, que surgiu após o Levante Camponês de Naxalbari, em 1967, luta por reforma agrária e segue ativo após 50 anos de operações na faixa territorial que vai do centro e ao leste da Índia, apesar de ter começado a perder força em 2016.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos