França detém 3 suspeitos de relação com atentados na Catalunha

Paris, 20 fev (EFE).- As forças da ordem da França detiveram nesta terça-feira no sul do país três pessoas suspeitas de relação com os atentados cometidos por uma célula jihadista nas cidades de Barcelona e Cambrils, na Espanha, em agosto do ano passado, confirmaram fontes judiciais.

Duas das detenções, que ocorreram em virtude de uma comissão rogatória lançada pela Espanha, ocorreram no departamento de Tarn, cuja capital é Albi, e o terceiro no de Gard, cuja capital é Nimes, detalharam as fontes à Agência Efe.

A Justiça francesa abriu no dia 31 de janeiro uma investigação relacionada com os atentados dos dias 17 e 18 de agosto de 2017 na comunidade autônoma espanhola da Catalunha pelas acusações de tentativa de assassinato e terrorismo.

Fontes da investigação citadas pelo emissora "BFMTV" assinalaram que as detenções foram efetuadas por agentes da Direção Geral de Segurança Interior (DGSI, o serviço secreto francês).

Segundo o Ministério do Interior da Espanha, os três detidos supostamente têm vínculos com Driss Oukabir, um dos membros da célula terrorista que atualmente está na prisão.

Poucos dias depois dos ataques em Barcelona e Cambrils, vieram à tona informações de que vários integrantes da célula tinham realizado uma viagem relâmpago a Paris apenas uma semana antes, e que passaram uma noite num hotel nos arredores da capital.

Os serviços secretos dos países vêm colaborando para esclarecer os motivos desse deslacamento a Paris, cujo objetivo não tinha ficado claro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos