Pelo menos 26 refugiados congoleses morreram com diarreia aguda em Uganda

Campala, 23 fev (EFE).- Pelo menos 26 refugiados congoleses morreram devido a uma diarreia aguda no campo de refugiados de Kyangwali, no oeste de Uganda e fronteira com a República Democrática do Congo (RDC), publicaram nesta sexta-feira veículos de imprensa locais.

"O número de mortes por diarreia aguda é de 26 pessoas entre 15 e 18 de fevereiro", informou a porta-voz em Uganda da Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), Duniya Aslam Khan, segundo o jornal "Daily Monitor".

A diplomata afirmou que os mortos são novos refugiados congoleses e que mais de 27 mil pessoas cruzaram o lago Alnert, que separa Uganda da RDC, em uma só semana neste último mês.

Uganda acolhe mais de 1,4 milhão de refugiados procedentes de países próximos em conflito como Sudão do Sul, RDC, Burundi e Somália.

Além disso, o país atravessa uma crise provocada pelas denúncias que asseguram que membros do Governo teriam inflado o número de refugiados no país para abusar dos fundos internacionais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos