Turquia segue avançando no norte da Síria apesar de resolução de trégua da ONU

Em Cairo

  • Abdulmonam Eassa/AFP Photo

    Mais de 500 pessoas morreram na Síria, após uma semana de bombardeios

    Mais de 500 pessoas morreram na Síria, após uma semana de bombardeios

As forças turcas e seus grupos sírios aliados avançaram neste domingo no enclave curdo de Afrin, no noroeste da Síria, apesar da resolução do Conselho de Segurança da ONU que pediu ontem uma trégua de 30 dias na Síria.

As forças da operação liderada pela Turquia, denominada "Ramo de Oliveira", tomaram o controle de várias localidades, situadas perto da sua fronteira, no noroeste de Afrin, embora não tenham especificado o nome ou quantos povoados conquistaram, informou hoje o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Segundo a ONG, com este último avanço, Ancara controla um total de 105 quilômetros da área fronteiriça de Afrin com a Turquia e lhe restam apenas sete quilômetros para tomar nessa região.

Além disso, hoje ocorreram violentos enfrentamentos entre as forças turcas e facções armadas sírias, por uma parte, e a milícia curdo-síria Unidades de Proteção do Povo (YPG), por outra, em várias áreas de Afrin.

O apelo do Conselho de Segurança à cessação das hostilidades abrange todo o território sírio, razão pela qual deveria levar a Turquia a deter sua ofensiva sobre o enclave curdo de Afrin.

Desde o último dia 20 de janeiro, a Turquia e facções armadas desenvolvem uma ofensiva em Afrin contra as YPG, as quais Ancara considera terroristas por seus vínculos com a guerrilha curda presente em seu território, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos