Calma durante pausa humanitária em Guta é quebrada por disparo de foguetes

Beirute, 27 fev (EFE).- O disparo de vários foguetes, sem que se tenham sido registradas vítimas, quebrou nesta terça-feira a calma nas primeiras horas da pausa humanitária que entrou em vigor na região de Guta Oriental, o principal reduto opositor dos arredores de Damasco, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Três projéteis caíram no povoado de Harasta, enquanto um caiu em Duma, a maior cidade de Guta Oriental, e outro numa região que separa ambas as localidades.

Além disso, vários foguetes caíram na área de Mesraba, acrescentou o Observatório.

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou ontem uma trégua humanitária a partir de hoje na região.

A trégua, que o ministro de Defesa russo, Sergei Shoigu, vinculou diretamente com a resolução 2401 aprovada no fim de semana pelo Conselho de Segurança da ONU, entrará em vigor diariamente das 9h às 14h (horário local).

As autoridades sírias anunciaram hoje que abriram um corredor humanitário para facilitar a saída dos civis que desejem deixar Guta Oriental.

No entanto, segundo a televisão oficial síria, "grupos terroristas jogaram foguetes para evitar a saída dos civis da região".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos