Início da pausa humanitária em Guta Oriental é marcado pela tranquilidade

Beirute, 27 fev (EFE).- A calma prevalece na região de Guta Oriental, o principal bastião opositor fora de Damasco (Síria), no início de uma pausa humanitária anunciada na segunda-feira pela Rússia, informou nesta terça o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Desde o início da "pausa" às 9h (horário local, 4h de Brasília), não houve registro de incidente na região.

A ONG afirmou que antes da entrada em vigor desta trégua, o único fato registrado foi a queda de quatro foguetes lançados pelas forças governamentais em Duma, a maior cidade de Guta Oriental.

Ontem, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou uma trégua humanitária a partir de hoje na região.

"Por ordem do presidente russo e com o objetivo de evitar vítimas entre a população civil de Guta Oriental, desde o dia 27 de fevereiro será introduzida uma pausa humanitária", anunciou o ministro russo da Defesa, Serguei Choigu.

A trégua, que o ministro vinculou diretamente com a resolução 2401 aprovada no último final de semana pelo Conselho de Segurança da ONU, entrará em vigor diariamente às 9h e terminará às 14h (horário local).

A resolução da ONU, que a Rússia aceitou não vetar apenas após certas mudanças, exige "que todas as partes cessem as hostilidades sem atraso" e que se comprometam a manter uma "pausa humanitária de pelo menos 30 dias consecutivos em toda a Síria".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos