PUBLICIDADE
Topo

Alunos de escola de Parkland voltam às aulas após massacre com 17 mortos

28/02/2018 11h33

Miami, 28 fev (EFE).- Os alunos da escola Marjory Stoneman Douglas, em Parkland (Flórida), onde em 14 de fevereiro um jovem de 19 anos matou 17 pessoas, voltaram nesta quarta-feira às aulas em meio a fortes medidas de segurança e visivelmente emocionados.

Logo no começo da manhã, os alunos entraram na escola entre lágrimas, com rostos que refletiam tristeza, enquanto um forte dispositivo de polícia fazia um corredor humanitário e transmitia apoio.

Dezenas de pais, vizinhos, alunos e ex-alunos de outras escolas e diversos corpos policiais se reuniram na entrada principal para apoiar os estudantes.

"Sabe, é bom voltar. Já era o momento", disse à Agência Efe um dos alunos enquanto entrava com seus companheiros na escola entre aplausos e exclamações como "Estamos com vocês!". Outras pessoas entregavam flores aos jovens.

Os alunos voltaram hoje às aulas, mas o dia será uma jornada especial na qual conselheiros e especialistas conversarão com eles sobre o tiroteio e a traumática experiência vivida.

Está previsto que os estudantes façam nesta semana um horário reduzido, com a maior parte do tempo destinado a encontros "para falar do ocorrido".

Em 14 de fevereiro, o jovem de 19 anos Nikolas Cruz, ex-aluno do instituto e autor confesso do massacre, invadiu o centro educativo armado com um rifle semiautomático AR-15 e tirou a vida de 14 estudantes e três professores, além de deixar 20 de feridos.

Cruz está atualmente detido em uma prisão de Broward, no sudeste da Flórida, sem direito à fiança e enfrenta 17 acusações por homicídio.