Bombardeios da coalizão árabe deixam pelo menos 14 mortos no Iêmen

Sana, 2 abr (EFE).- Pelo menos 14 pessoas, entre elas sete crianças, morreram e 12 ficaram feridas nesta segunda-feira em vários bombardeios lançados pela coalizão militar liderada pela Arábia Saudita no sul da cidade portuária da Al Hudaydah, no sudoeste do Iêmen, informaram à Agência Efe fontes médicas.

As fontes detalharam que, além dos sete menores, os outros mortos são mulheres, assim como oito dos feridos.

Os aviões lançaram dois bombardeios, indicaram as fontes, contra um edifício residencial em construção situado em um complexo na região de Al Khali, no sul da cidade.

Além disso, outro ataque aéreo teve como alvo um veículo que estava a poucos metros do edifício, onde havia crianças brincando, segundo testemunhas.

O Iêmen é palco de um conflito entre o governo do presidente Abd Rabbuh Mansur Al-Hadi, reconhecido internacionalmente, e os rebeldes xiitas houthis, que controlam a capital, Sana, desde setembro de 2014 e áreas do oeste e do norte do país.

A coalizão árabe intervém desde 2015 no Iêmen em apoio ao governo de Hadi e contra os houthis, respaldados pelo Irã, que controlam Al Hudaydah, um ponto estratégico situado às margens do mar Vermelho e que as forças governamentais lutam para retomar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos