Presidente eleito pede unidade e diz que desenvolverá a Costa Rica

San José, 2 abr (EFE).- O presidente eleito da Costa Rica, Carlos Alvarado, chamou no domingo a união nacional, durante seu discurso da vitória e disse que desenvolverá um país "que tem potencial para ser uma nação que brilha e que avança rumo ao progresso".

"O meu dever será unir a esta República, uni-la para que seja uma república líder no século XXI, que a Costa Rica ocupe esse lugar que merece, essa nação unida é a que temos que construir juntos", afirmou Alvarado desde, em uma praça de San José, capital do país, diante de centenas de simpatizantes.

Carlos Alvarado, do governista Partido Ação Cidadã, ganhou no domingo o segundo turno das eleições presidenciais na Costa Rica com o apoio de 60,7% dos eleitores, contra 39,3% de seu rival, o evangélico Fabricio Alvarado.

Alvarado, de 38 anos e que será o 48º presidente da Costa Rica, manifestou que o país lance uma mensagem democrática e que agora vai trabalhar para combater a pobreza e reduzir as profundas desigualdades.

"Somos um país que precisa de fechar as lacunas históricas que há entre homens e mulheres, estamos comprometidos com uma agenda de igualdade, um país que deve dar igualdade para as pessoas com deficiência, idosos e melhorar as condições das nossas crianças", destacou Alvarado.

O Tribunal Superior Eleitoral da Costa Rica divulgou o primeiro relatório das apurações cerca de 2h30 depois do fechamento dos colégios eleitorais.

Carlos Alvarado vai assumir o poder no próximo dia 8 de maio, para o período 2018-2022 em substituição do seu correligionário Luis Guillermo Solís.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos