Palestino morre após ser baleado por soldados de Israel na fronteira com Gaza

Gaza, 4 abr (EFE).- Um palestino morreu nesta terça-feira após ser baleado por soldados israelenses em incidentes registrados na Faixa de Gaza, onde dezenas de manifestantes se aproximaram da fronteira que separa a região de Israel.

O homem, identificado como Ahmad Omar, de 25 anos, levou um tiro no peito quando protestava no campo de refugiados de Al Bureij, segundo o porta-voz do Ministério da Saúde em Gaza, Ashraf al Qedra.

Pequenos protestos foram registrados em outras regiões, como no leste do bairro de Shuahiye, onde cerca de 50 palestinos se aproximaram da cerca que divide a fronteira. Alguns atiraram pedras contra os soldados israelenses, que responderam com bombas de gás lacrimogêneo, como pode constatar a Agência Efe no local.

Um porta-voz do Exército de Israel afirmou que ainda não há informações detalhadas sobre os incidentes na Faixa de Gaza.

Os protestos começaram na última sexta-feira, quando cerca de 30 mil pessoas participaram da Grande Marcha do Retorno. A manifestação terminou em violência, com 18 palestinos mortos e mais de 800 feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos