Polícia investiga tiros na sede do YouTube na Califórnia

Los Angeles (EUA), 3 abr (EFE).- A polícia de San Bruno, no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, enviou uma série de agentes para investigar o disparo de tiros na sede do Youtube.

"Estamos respondendo à (presença) de um agressor ativo. Por favor, permaneçam afastados da Cherry Avenue e da Bay Hill Drive", publicou o Departamento de Polícia de San Bruno no Twitter às 13h28 (horário local, 17h28 de Brasília).

A emissora "CBS" afirmou que várias pessoas foram levadas a hospitais por causa do incidente, mas não deu detalhes sobre a gravidade dos ferimentos ou a quantidade de vítimas.

As imagens das emissoras de televisão locais da área do número 901 da Cherry Avenue de San Bruno, onde se encontra a sede do YouTube, mostraram várias viaturas da polícia enquanto dezenas de pessoas eram escoltadas para locais seguros.

O Google, que é dono do YouTube, publicou uma mensagem na sua conta do Twitter em referência a esta situação: "Estamos em coordenação com as autoridades e proporcionaremos informação oficial do Google e do YouTube quando estiver disponível".

Por outro lado, diferentes pessoas afirmaram nas redes sociais que houve um tiroteio na sede do YouTube.

Vadim Lavrusik, que em sua conta do Twitter se identifica como funcionário do YouTube, assegurou que havia "escutados disparos" e que havia "gente correndo".

Este funcionário relatou que primeiro se refugiou em um quarto junto a outros companheiros e posteriormente disse que tinha sido retirado dali e que se encontrava a salvo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos