Prefeito colombiano confirma libertação de 4 pessoas sequestradas pelo ELN

Bogotá, 3 abr (EFE).- Quatro pessoas sequestradas ontem por guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN) em Teorama, no departamento de Norte de Santander, no nordeste da Colômbia, foram libertadas nesta terça-feira em uma área rural.

"Estão todos bem, em perfeito estado", disse à Agência Efe o prefeito de Teorama, Ever Pallares, que liderou uma missão humanitária de formada por moradores da cidade que foi até uma região isolada para receber as vítimas do sequestro.

Foram libertados Arturo Baene, candidato a prefeito nas eleições municipais de 2015, um primo de Baene, Yulbreider Pallares, e outros dois jovens identificados como Ronald Montejo e Leonardo Pallares.

Os quatro tinham sido sequestrados na tarde de segunda-feira por homens armados que, segundo as autoridades colombianas, pertencem a ELN. A informação foi confirmada hoje pelo prefeito de Teorama.

"Não houve nenhum pedido de troca, parece ter relação com tudo que está ocorrendo", disse Pallares.

O prefeito se referia a uma disputa territorial entre o ELN e um grupo do Exército Popular de Libertação (EPL) na região de Catatumbo, uma das mais violentas do país.

Teorama está em Catatumbo, uma extensa região de selva que faz fronteira com a Venezuela, onde operam grupos guerrilheiros e traficantes que disputam o controle do cultivo de coca.

Combates entre o ELN e o EPL na zona rural de Catatumbo deixaram um número indeterminado de mortos no último mês. Segundo o Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (Ocha), os confrontos afetaram pelo menos 20,3 mil pessoas na região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos