Macron e Trump concordam em manter pressão para evitar que EI ressurja

Paris, 4 abr (EFE).- Os presidentes de França, Emmanuel Macron, e Estados Unidos, Donald Trump, concordaram nesta quarta-feira em manter a pressão militar sobre o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria para evitar o seu ressurgimento.

"Nada deve nos desviar do objetivo de prevenir todo o ressurgimento do EI na região e de progredir para uma transição política inclusiva na Síria", assinalaram os líderes, segundo a nota divulgada pela Presidência da França.

Os dois países mantêm sua vontade de "prosseguir suas ações no seio da coalizão internacional para combater até o fim esta organização terrorista", que consideram uma "ameaça" para "a estabilidade regional" e seus "interesses de segurança", acrescenta o comunicado.

A conversa entre os presidentes aconteceu um dia depois de Trump reiterar que quer "sair da Síria" assim que terminar de forma "bem-sucedida" missão contra o EI e afirmar que tomará "uma decisão muito em breve" a respeito.

Macron e Trump também abordaram alguns aspectos da viagem que o presidente francês fará a Washington nos próximos 23 e 24, a "primeira visita de Estado" desde a chegada ao poder do presidente americano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos