Ataque mata 2 boinas azuis da ONU e deixa 10 feridos no Mali

Bamaco, 5 abr (EFE).- Dois membros da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Mali (Minusma) morreram e outros dez ficaram feridos, vários deles em estado grave, após um ataue contra um acampamento em Aguelhok, no nordeste do país.

A avaliação inicial indica que os boinas azuis foram atingidos por morteios. Tropas da Minusma fortaleceram a segurança do acampamento após o ataque e retiraram os feridos do local.

O comandante interino da Minusma, Koen Davidse, condenou o ataque nos termos mais enérgicos e expressou condolências às famílias das vítimas, desejando também uma rápida recuperação dos feridos.

Davidse lembrou que ataques contra as forças de manutenção da paz da ONU podem constituir crimes de guerra e que os autores devem responder pelo atentado na Justiça.

Além disso, o comandante reafirmou o compromisso da Minusma de apoiar o restabelecimento da paz e da segurança no Mali.

O norte do Mali é um reduto de diferentes grupos armados, como jihadistas locais ou organizações leais a Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI), que atacam com frequência relativa o Exército do país e os boinas azuis da Minusma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos