Maduro classifica de "injustiça" processo contra Lula para impedir eleição

Caracas, 5 abr (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, qualificou nesta quinta-feira de "injustiça" o processo judicial contra o ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva que, disse, procura impedir que o político triunfe nas próximas eleições presidenciais.

"Doi na alma esta injustiça. A direita, perante sua incapacidade de ganhar democraticamente, elegeu o caminho judicial para amedrontar as forças populares", escreveu o líder venezuelano em mensagem na rede social Twitter.

"Não só o Brasil, o mundo inteiro te abraça", acrescentou o líder venezuelano que sempre expressou seu leal apoio tanto a Lula como à também ex-presidente do Brasil Dilma Rousseff.

A mensagem do líder venezuelano foi publicada horas depois do Supremo Tribunal Federal rejeitar um habeas corpus apresentado pela defesa de Lula.

O ex-mandatário tem um prazo até a próxima terça-feira para apresentar perante o Tribunal Regional Federal da Quarta Região um último recurso para tentar evitar sua prisão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos