PT convoca militantes para mobilização em defesa de Lula após ordem de prisão

Rio de Janeiro, 5 abr (EFE).- O PT convocou seus militantes nesta quinta-feira para mobilizar-se em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, depois que o juiz Sérgio Moro ordenou sua prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A primeira mobilização foi convocada para esta mesma noite com a presença do ex-presidente em frente à sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, onde Lula iniciou sua carreira como dirigente sindical e político.

O ato foi antecipado, já que inicialmente estava programado para amanhã, também com a presença de Lula, na mesma hora em que vence o prazo que a Moro lhe deu para que se apresente na sede da Polícia Federal em Curitiba, onde terá que cumprir sua condenação.

O Instituto Lula também convocou os militantes na sua sede em São Paulo, onde o próprio ex-presidente esteve hoje durante praticamente o dia todo.

Lula deixou o instituto após saber da decisão de Moro para dirigir-se a São Bernardo do Campo, onde já começaram a se reunir seus simpatizantes.

Em frente ao instituto já foram registrados alguns incidentes entre defensores e opositores de Lula.

O ex-presidente foi condenado a nove anos e meio de prisão por Moro pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá. Em janeiro, a pena foi ratificada e ampliada para 12 anos e um mês pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com sede na cidade de Porto Alegre.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos