Topo

Puigdemont continuará preso pelo menos até a 6ª feira

05/04/2018 17h07

Neumünster (Alemanha), 5 abr (EFE).- O ex-presidente do governo regional da Catalunha (Generalitat) Carles Puigdemont seguirá preso pelo menos até a sexta-feira, segundo uma fonte da penitenciária de Neumünster, após a Audiência Territorial de Schleswig-Holstein ter decretado a liberdade condicional.

Para sair da prisão será necessária uma série de trâmites, inclusive o pagamento da fiança, o que torna impossível a libertação ainda nesta quinta-feira, explicou uma porta-voz do complexo penitenciário.

A Audiência descartou a extradição de Puigdemont pelo crime de rebelião e decretou sua liberdade condicional enquanto estuda sua entrega à Espanha por insurreição.

O tribunal, que anunciou a decisão nesta tarde, se distanciou assim do texto apresentado na última terça-feira pela Procuradoria-Geral local, que tinha respaldado integralmenteo pedido da Espanha e solicitado manter Puigdemont preso por entender que há risco de fuga. Segundo a Audiência, esse risco persiste, por isso impôs uma fiança de 75 mil euros.

Além de depositar essa quantia, Puigdemont não poderá deixar a Alemanha sem autorização da Justiça e deverá se apresentar todas as semanas à polícia de Neumünster, em cujo centro penitenciário ficou recluso no dia da detenção, 25 de março.