Topo

Suíça enviará à Espanha pedido de extradição de autor do "SwissLeaks"

05/04/2018 15h30

Genebra, 5 abr (EFE).- O governo da Suíça afirmou nesta quinta-feira que enviará o mais rápido possível à Espanha o pedido de extradição de Hervé Falciani, o ex-funcionário do banco britânico HSBC em Genebra responsável pelo chamado "SwissLeaks", o vazamento de uma lista de 130 mil pessoas envolvidas em evasão fiscal, provocando um escândalo de repercussão mundial.

A prisão do italiano, de 46 anos, em Madri, que foi libertado hoje com medidas cautelares enquanto aguarda a extradição, era esperada pela Suíça, que tentam detê-lo desde 2008.

Depois da prisão ontem, o Departamento Federal de Justiça da Suíça entrou em contato com o governo da Espanha para afirmar que enviará o mais rápido possível o pedido de extradição de Falciani.

O ex-analista do HSBC foi condenado à revelia em novembro de 2015 pelo Tribunal Penal Federal da Suíça a cinco anos de prisão por espionagem financeira grave. Falciani publicou dados bancários de mais de 130 mil evasores fiscais de 180 países.

O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ) publicou em fevereiro de 2015 os nomes de clientes de contas de fachada no HSBC na Suíça. Na lista havia funcionários do alto escalão de governos, importantes empresários, atletas e artistas famosos. O escândalo ficou conhecido como "Swissleaks".