Tumulto em frente ao Instituto Lula termina com um manifestante ferido

São Paulo, 5 abr (EFE).- Uma discussão nesta quinta-feira entre simpatizantes e opositores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em frente à sede do instituto que leva seu nome, em São Paulo, terminou com um ferido.

O enfrentamento aconteceu após a divulgação da decisão do juiz Sergio Moro de decretar a prisão do ex-governante.

O tumulto começou na saída do senador Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, que foi hostilizado e começou a bater boca com um grupo de manifestantes.

No meio da confusão, um militante antipetista foi empurrado em direção à rua - não se sabe por quem - e bateu com a cabeça em um caminhão que passava naquele momento.

O manifestante ficou ferido na cabeça, que sangrou, e permaneceu estendido no chão por algum tempo. Pouco depois, se levantou e foi levado para receber atendimento médico.

O ex-presidente passou boa parte do dia na sede do instituto, reunido com vários dos seus aliados, entre eles sua sucessora na presidência, Dilma Rousseff, mas não estava mais no local no momento do tumulto.

Lula deixou o instituto minutos depois de saber a decisão de Moro e se dirigiu a São Bernardo do Campo, onde o PT convocou um ato de mobilização em sua defesa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos